Radiologia Odontológica DigitalTomografia Computadorizada Odontológica Cone Beam

Dose de Sabedoria #10

CANAL RADICULAR DO PRIMEIRO PRÉ-MOLAR INFERIOR

 

            A complexidade da raiz e da morfologia do canal radicular do primeiro pré-molar inferior pode ter sido subestimada no passado. Somente a partir dos trabalhos de Pucci & Reig sobre a anatomia radicular que se despertou para a importância do assunto. Variações na configuração do canal radicular do primeiro pré-molar inferior não são raras e pode afetar até um terço da população. Segundo Martínez-Lozano certos grupos de dentes apresentam problemas na definição radiográfica devido a morfologia de número de canais, como por exemplo, os pré-molares inferiores.

            O tratamento endodôntico é sempre precedido por pelo menos uma radiografia do dente em questão. Quando há suspeita da presença de mais de um canal, mais de uma radiografia será realizada antes do tratamento e a variação do canal avaliada no momento correto.

O conhecimento prévio do número exato de canais dos dentes com indicação de tratamento endodôntico nem sempre é possível quando se utiliza somente o exame radiográfico como método auxiliar de diagnóstico. A avaliação tomográfica tridimensional da configuração do sistema de canal radicular é recomendada na Endodontia, pois, o diagnóstico correto dessas variações anatômicas é importante para o sucesso do tratamento endodôntico.

            As imagens sagitais e coronais (imagem 1) revelam esta alteração da anatomia do dente 34 associada com lesão na região periapical. Observa-se que no terço apical da estrutura há bifurcação radicular e os condutos apresentam-se atrésicos (imagem 2)

Imagem 1 – Cortes coronais e sagitais com visualização da anatomia e rarefação óssea na região periapical.

Legenda: RZBFd 34 – Raiz bifurcada do dente 34  |   ATRCd 34 – Canal atrésico

 

Imagem 2 – Cortes axiais com visualização do dente 34 da porção da coroa à região de trabulado ósseo sadio, no qual se observa a bifurcação radicular e atrésia dos condutos no terço apical radicular.

 

Este tipo de anatomia do primeiro pré-molar inferior corresponde a 11% dos casos, como ilustra o esquema a seguir:

Aspecto anatômico do primeiro pré-molar inferior:

 87% – 1 raiz, 1 canal e 1 forame
11%  – 1 raiz, 2 canais e 2 forames ou 2 raízes, 2 canais e 2 forames
 2% 3 raízes, 3 canais e 3 forames

            Portanto, O valor da investigação da tomografia computadorizada do tipo Cone Beam está em sua capacidade de representar fielmente a morfologia interna e externa.

 


Dose de Sabedoria por: Dra Ana Luiza Riul, Dr. Luis Fernando Jardim e Dra. Patrícia Jardim

Siga-nos nas REDES SOCIAIS


Referências:

Pucci FM, Reig R. Conductos radiculares: anatomia, patologia y terapia. Montevidéo: Medico Quirurgica.

Martínez-Lozan MA, Forner-Navarro I, Sánchez-Cortés JL. Analysis of radiologic factors in determining premolar root canal systems. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Endod.