Radiologia Odontológica DigitalTomografia Computadorizada Odontológica Cone Beam

DOSE DE SABEDORIA #47

Calcificação em Tecido Mole do Complexo Maxilofacial

A calcificação é um fenômeno bioquímico caracterizado pela deposição de sais de cálcio em qualquer parte do corpo. A deposição normal de cálcio ocorre na formação de tecidos mineralizados, já as calcificações patológicas ocorrem quando há uma deposição anormal de sais de cálcio em tecidos fisiologicamente não mineralizados. O diagnóstico das calcificações em tecido moles pode ser feito através de exames por imagem como radiografias convencionais e tomografia computadorizada, mas outros exames também podem ser utilizados.

A localização das calcificações em tecidos moles requer amplo conhecimento em anatomia, pois pode afetar diversas áreas, como os nódulos linfáticos, ligamento estilohióideo, vasos sanguíneos e ductos das glândulas salivares.

A importância do diagnóstico diferencial entre as calcificações em tecido mole está embasada nos distintos prognósticos e tratamentos que elas merecem. Assim, a postagem desta semana é para apresentar a calcificação do tipo idiopática flebólito.

Primeiramente, conceituo calcificação idiopática quando não ligada a injúrias nos tecidos nem com distúrbios no metabolismo do cálcio. Essas calcificações ocorrem em tecidos moles normais na presença de níveis habituais de cálcio sanguíneo.

Enquanto que flebólito, trata-se de calcificações em trombos; um trombo é uma massa de coágulo presente num vaso sanguíneo. Na região da cabeça e do pescoço, os flebólitos estão frequentemente associados a malformações vasculares, como o hemangioma (do tipo cavernoso) por exemplo. Alguns autores consideram o hemangioma como um harmatoma , isto é, uma malformação focal neoplasica de tipo benigno, que cresce controladamente na mesma proporção que as células vizinhas, ainda que se desenvolva desorganizadamente: no caso do hemangioma, existem tecidos endoteliais constituindo vasos sanguíneos malformados, que sofrem dilatação lenta e progressiva ao longo da vida do indIvíduo. Radiograficamente observam-se múltiplos corpos circulares ou ovais em aspecto de “alvo”: são radiopacos na periferia e radiolúcidos no centro; essa radiolucência central representa a luz remanescente do vaso (imagem 1).

Imagem 1 – Corte parcial da radiografia panorâmica que verifica múltiplos corpos circulares em partes moles do terço médio e inferior da face.

Ressalto, que este achado deve ser associado com exame clínico, história pregressa e complementar para concluir o diagnóstico.


VEJA O POST ANTERIOR: “Agenesia Dentária Detectada em Exame de Rotina”

Dose de Sabedoria por: Dra Ana Luiza Riul, Dr. Luis Fernando Jardim e Dra. Patrícia Jardim

Siga nossas REDES SOCIAIS